FANDOM


TourDeFrance 2005

Tour de France 2005

Ciclismo é um esporte de corrida de bicicleta cujo objetivo dos participantes é chegar primeiro a determinada meta ou cumprir determinado percurso no menor tempo possível.

Foi na Inglaterra, em meados do século XIX, que o ciclismo iniciou-se como desporto, época em que o aperfeiçoamento do veículo possibilitou o alcance de maiores velocidades. O ciclismo é regido por diversas regras. Geralmente enquadra-se em quatro categorias: provas em estradas, provas em pistas, provas de montanha (Mountain Bike) e BMX e é praticado com diversos tipos e modelos de bicicletas.

No Mountain Bike existem várias categorias que são divididas em mais ou menos radicais, e são elas: Cross Country, em todo o tipo de terreno, de preferência no monte, seja a subir, plano ou a descer; o Free Ride, com um andamento mais extremo em que se dá preferência a saltos e descidas; o Down Hill que é a versão mais extrema e perigosa do MTB que consiste somente em descer, normalmente a velocidades altas, sendo este praticado tanto no monte ou em cidade (o chamado Downhill urbano ou DHU). Em Lisboa, o mais famoso evento desta disciplina é o Lisboa Down Town que se realiza anualmente em Maio e que consiste na descida da encosta do Castelo de São Jorge até ao arco da Red Bull.

O ciclismo é sinónimo de aventura. Independente de campeonatos e torneios, é comum amigos com interesses afins se reunirem para fazer longos passeios de bicicleta, quer no monte ou em estrada aos locais mais inóspitos e selvagens, regado a muita amizade e solidariedade. O praticante do ciclismo chama-se ciclista.

Em termos de saúde, o ciclismo é uma atividade rítmica e cíclica, ideal para desenvolvimento dos sistemas de energia aeróbico e anaeróbico, dependendo do tipo de treinamento aplicado. Desenvolve o sistema cardiovascular dos praticantes, sendo ainda indicado por médicos especialistas como óptimo exercício para queima de gordura corporal e desenvolvimento de resistência de força muscular de pernas, em treinamentos.

O mundo moderno inventou também o ciclismo estático, ou seja, a prática do ciclismo em bicicletas ergométricas e em locais fechados, casa, academia, clube, etc, um exercício aeróbico alternativo e seguro ideal para indivíduos que desejam maior segurança, sustentação e facilidade de manejo do que o ciclismo de estrada ou de pista.

O ciclismo estático é indicado para pessoas que apresentam determinados tipos de lesões de joelhos, quadris, coluna e que não podem caminhar; grávidas, idosos com osteoporose e principalmente obesos.


TiposEditar

Ciclismo de EstradaEditar

Se caracteriza pelas provas disputadas no asfalto. Dentro do ciclismo em estrada existe as seguintes provas:

  • Prova por etapas, se disputam em um mínimo de dois dias com uma classificação por tempo. Essas provas consistem de etapas em linha e etapas contrarrelógio. Turismo destaques da Espanha, Tour da Itália e mais prestigiado Tour de France. O objetivo é terminar todas as fases no menor tempo possível.
  • Prova de circuito fechado na estrada.
  • Prova de contrarrelógio individual.
  • Prova de contrarrelógio por equipes.

Ciclismo de PistaEditar

Se caracteriza por disputar-se em um velódromo e com bicicletas de pista, que são bicicletas de estrada modificadas. Existem vários provas entre os quais:

  • Velocidade individual
  • Velocidade por equipes
  • Kilômetro contrarrelógio
  • Perseguição individual
  • Perseguição por equipes
  • Corrida por pontos
  • Keirin
  • Scratch
  • Madison
  • Corrida de eliminação
  • Omnium

Ciclismo de MontanhaEditar

Bikexc

Cross country

Forma mais difundida de mountain bike. As primeiras competições foram na Califórnia, EUA, no início dos anos 80. Desde então, a disciplina desenvolveu-se rapidamente em todos os seus aspectos. Os circuitos de XC são geralmente circuitos fechados de pelo menos seis quilômetros de comprimento, dependendo das categorias de ciclistas pode ser executado em aproximadamente 1 hora e 45 minutos para a categoria feminina, até 2 horas e 30 min. da primeira classe de elite masculina. Os circuitos são naturais geralmente através de florestas com estradas estreitas, com encostas íngremes e descidas rápidas. Bikes XC são geralmente feitas de alumínio, titânio, carbono ou outras ligas o mais leve possível, são ajustáveis ​​através da mola da suspensão dianteira, o ar ou óleo, ou ambos, alguns também usam amortecedores traseiros à qual denominam Shock; a maioria usa cambios de 9 velocidades no cacete e 3 velocidades na coroa. O freio é operado através de uma alavanca de metal em geral. Até o final do século XX se tinha visto apenas o tipo conhecido como "pastilhas de freio pneumático" que eram acionadas por um cabo metálico. A partir do século XX começaram a se ver os chamados disco de freio, que são formados por um disco de diâmetro pequeno que é operado através de um sistema hidráulico. Os chamados freios a disco são muito mais seguros, mas não são mais leves.

Além disso requeria o uso dos seguintes itens: capacete especial para XC, luvas com dedos longos, pedais clip e sapatos especiais para este tipo de pedal. As competições são regidas pela UCI, União Ciclística Internacional.

Bikedh

Downhill

Modalidade em que se compete em um caminho totalmente em descidas, com saltos e obstáculos artificiais e naturais. As bicicletas tem suspensão dianteira e traseira com amortecedores e óleo hidráulico, bem como freios a disco, largura maior de pneus e protetores de coroa ou guia de corrente. Além disso, destacam-se como sendo mais pesadas do que as correntes atuais, devido à intensificação dos esforços que são aplicados em toda a bicicleta. Esses ciclistas também têm capacete e proteções especiais em caso de quedas que variam de trajes mais completos ou até só cotoveleira e joelheira. Os ciclistas partem em intervalos de tempo, ganha quem faz o menor tempo possível.
  • Four Cross (4X)

Modalidade semelhante ao Downhill em que quatro pilotos competem simultaneamente em uma pista de downhill com obstáculos e saltos espetaculares. Ganha o primeiro a atingir a meta.

O ciclo cross é uma competição semelhante à de Mountain Bike, embora que participem bicicletas de estrada, com um revestimento especial para aderência na lama. É comum no período de inverno treinarem (nesse tipo de ciclismo) os ciclistas de estradas profissionais.

Ciclismo IndoorEditar

Essa classe se subdivide em:

CicloturismoEditar

Esse é o ciclismo não competitivo, utilizando a bicicleta como meio de exercício, entretenimento transporte e turismo. Pequenas viagens são feitas durante o dia ou viagens mais longas que podem durar dias, semanas e até meses viajando deste modo carregando os itens necessários para sobreviver, embora alguns carregem a casa nas costas (campanha de loja) outros preferem dormir em albergues, etc. É bastante comum fazer isso só. Um grande projeto para incentivar o ciclismo na Europa é o EuroVelo.

FreestyleEditar

Esse é praticado com uma bicicleta BMX. Este esporte se consiste em fazer truques com a bicicleta. Existem dois tipos de estilo livre:

História do CiclismoEditar

Cyclist L Georget

Ciclismo de pista em 1909

O Ciclismo surge a partir de 1890.

Entre 1890 e 1900 nasceram grandes provas, que ao longo dos anos se tornaram clássicos, alguns ainda existem hoje como o Liege-Bastogne-Liege.

Em 1893 foi feito o primeiro Campeonato Mundial, com provas de sprints e meio fundo, exclusivamente para os corredores amadores do mundo.

Esporte OlímpicoEditar

O faz parte do programa olímpico desde a primeira edição moderna dos jogos de Atenas, em 1896, quando os eventos realizados era apenas de Pista.

Até os Jogos de 1984emLos Angeles teve apenas a participação masculina. As mulheres começaram a participar dos eventos de estrada nas Olimpíadas de Seul, em 1988.

Miguel Indurain Atlanta 1996

Na Olimpíada de Atlanta, 1996, participaram pela primeira vez ciclistas profissionais e introduziram o método de cross-country e o ciclismo de montanha ou Mountain Bike.

Nos Jogos Olímpicos de Pequim, 2008, foi adicionado outra modalidade desta disciplina "BMX SX" (BMX Supercross), essa modalidade descendente do BMX incorpora novas dificuldades como uma rampa mais íngreme e com saltos maiores, com uma velocidade considerável.

CuidadosEditar

A decisão de caminhar, praticar ciclismo ou realizar outro esporte/desporto deve ser acompanhada de uma série de cuidados, com o objetivo de preservar nossa saúde e aproveitar ao máximo os resultados que podem ser obtidos:

· Deve dar-se preferência para o período vespertino (ao final da tarde), principalmente os portadores de cardiopatias, diabéticos e hipertensos. Porém, quando se mantém um horário fixo, nosso organismo se adapta melhor. É de fundamental importância que a pessoa cardíaca consulte seu médico para verificar se pode exercitar-se sem riscos; · Um instrumento importante é o relógio, que vai medir a duração da sessão de caminhada ou da bicicleta. Um reproductor portátil de música pode ser interessante, na medida em que realizar exercício com música ajuda a relaxar; · O aquecimento é importante. Devem fazer-se alongamentos durante 10 minutos antes e após a atividade física; · Alimentar-se com uma fruta ou suco/sumo (não mais que 200 ml), 30 minutos antes, durante e logo após o exercício. Ingerir água filtrada somente em pequenas quantidades; · Procurar um local com aclives e declives suaves (quanto mais plano melhor). No caso da bicicleta, os aclives são desejáveis para momentos de se pedalar em pé; · Evitar sol forte e/ou frio intenso; · Caminhar, pedalar ou nadar continuamente. A carga e a frequência da prática devem ser observadas de acordo com a exigência de cada organismo, conforme recomenda o Colégio Americano de Medicina do Esporte/Desporto (American College of Sports Medicine – ACSM), conforme cálculo que pode ser feito por cada indivíduo, dependendo do objetivo do exercício. Devemos dar preferência para caminhar, pedalar ou nadar em um só período. Ao término da atividade física devemos sentir-nos bem. A qualquer sinal de dores, cãibras, falta de ar, cansaço extremo, é recomendado que pare. Depois, é recomendável um contato com o médico. A corrida pode ser uma coisa nessesaria pra saude e para o corpo.

Cálculo da frequência cardiorrespiratóriaEditar

O Colégio Americano de Medicina do Esporte (American College of Sports Medicine – ACSM) realizou estudos que indicaram a frequência cardíaca e o tempo que um determinado exercício deve durar, dependendo da capacidade física do indivíduo. Aqui estão dividido em alguns tópicos para a facilitar a compreensão.

É de fundamental importância levar em consideração que para cada objetivo é necessário que se observe o que é recomendado pelo ACSM em termos de frequência da prática esportiva e a frequência cardíaca a ser implementada. Para emagrecimento, existe um cálculo específico (veja exemplo).

Esses cálculos e recomendações de períodos valem para todas as práticas esportivas.

Quem quer perder peso: O ideal durante o exercício é que se fique entre 60% e 65% da capacidade cardiorrespiratória que é calculada assim:

(FCME = Frequência Cardíaca de Esforço)

(FCR = Frequência Cardíaca de Repouso, que é medida após ficarmos 10 minutos sentados e sem falar)

(FCRR = Frequência Cardíaca de Reserva)

220 – idade = FCE

FCE – FCR = FCRR

FCRR x 0,60 = P

FCRR x 0,65 = Y

P + FCR = Limite inferior de trabalho da frequência cardíaca

Y = FCR = Limite superior de trabalho da frequência cardíaca

Exemplo:

FCE = 220 – 19 = 201

FCRR = 201 - 76 = 125

P = 125 x 0,60 = 75

Y = 125 x 0,65 = 81,25 = 81

Limite inferior de trabalho da frequência cardíaca = P + FCR = 75 + 76 = 151

Limite superior de trabalho da frequência cardíaca = Y = FCR = 81 + 76 = 157


Wikipedia logo.svg Essa página utiliza conteudo da Wikipedia (ver autores) com licença Creative Commons.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.