FANDOM


Fausto Coppi
Angelo Fausto Coppi, nascido em Castellania, Itália, em 15 de setembro de 1919, falecido em 2 de janeiro de 1960.

“Un uomo solo è al comando; la sua maglia è bianco-celeste; il suo nome è Fausto Coppi”. Frase pronunciada por Mario Ferretti, na abertura de uma etapa do Tour de France.

Considerado um dos maiores e mais famosos da época de ouro do ciclismo, talvez um dos mais populares de todos os tempos. Excelente passista e escalador, fortíssimo na subida, resultando num ciclista completo para qualquer tipo de prova de estrada.

Como todo bom italiano, tinha preferência pelo Giro d’Italia, o qual foi vencedor por 5 oportunidades (1940, 1947, 1949, 1952 e 1953), mas também venceu em duas o Tour (1949 e 1952). Várias provas “em linha” foram vencidas por Fausto: Giro di Lombardia (1946, 1947, 1948, 1949 e 1954), Millano-San Remo (1946, 1948 e 1949), Paris-Roubaix (1950), Flecha-Wallone (1950), além de ser campeão do mundo em estrada em 1953 e de perseguição em pista em 1947 e 1949.

Seu recorde de hora (45.798 metros) durou de 1942 a 1956.

De físico pouco atlético, era dotado de um sistema cardio-respiratório invejável: capacidade pulmonar de 6,5 litros e 44 pulsações por minuto em descanso.

Fausto Coppi e Gino Bartalli

Coppi e Bartali

Sua legendária rivalidade com o também campeão Gino Bartali, gerou muitas histórias incríveis. Numa época que a esportividade prevalecia, é famosa a foto que ilustra este post: os dois campeões trocando uma caramanhola no Tour de 1952. Não se sabe quem estava passando a garrafa para quem, mas isso é o de menor importância perante o gesto de esportividade, algo inimaginável nos nossos dias. No filme feito pela RAI no ano de 2006, é Gino Barbali quem passa a “bottiglietta” para Coppi.

Pela sua grande fama, importante para a história italiana seu envolvimento com Giulia Occhini, a “Dama Bianca”: ele teve um relacionamento extra-conjugal com a mulher do Dr. Locatelli, um apaixonado fã de Coppi. A opinião pública italiana condenou fortemente o envolvimento dos dois, a ponto do Papa Pio XII recriminá-los publicamente. Mesmo após Coppi separar-se de sua primeira esposa, Locatelli denunciou Giulia por adultério e esta chegou a passar quatro dias em cativeiro. Coppi teve seu passaporte recolhido, e no processo que correu a seguir, foi condenado a três meses de prisão, posteriormente liberado através de condicional. Casaram-se no México e tiveram um filho, Ângelo Fausto Maurizio Coppi, Faustino, nascido em 13 de maio de 1955 em Buenos Aires.

A paixão dos italianos é tão grande por Fausto Coppi que, mesmo passados quase 50 anos de sua morte sua popularidade só aumentou. Nunca deixou de ser um ídolo na sua terra. TODOS os especialistas e repórteres colocam Coppi como o maior ciclista de todos os tempos.

Créditos da história à magliarosa.com.br

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.